BrewDog se revolta com parceira e cancela eventos para "apoiadores de Trump"
Últimos destaques Novo

BrewDog se revolta com parceira e cancela eventos para “apoiadores de Trump”

brewdog quase apoiou evento que distribuiria cerveja a apoiadores de Trump no Reino Unido
Cultuada cervejaria sempre alardeou sua postura "punk", mas de repente se viu de mãos dadas com o trumpismo (Foto: BrewDog)

O que era para ser uma sequência de grandes festas e confraternizações entre duas cervejarias acabou virando um papelão. A escocesa BrewDog, em parceria com a norte-americana Scofflaw, faria diversos eventos em seus bares para celebrar a chegada da cervejaria de Atlanta em solo britânico. Tudo ia bem até que a Scofflaw prometeu dar cerveja gratuita a apoiadores de Donald Trump. E a parceria foi por água abaixo.

Em comunicado divulgado à imprensa, a Scofflaw anunciava que deixaria os britânicos “cheios de cerveja ao estilo redneck” (em tradução literal, pescoço vermelho, como são chamados os americanos das pequenas cidades do interior dos EUA), mas que era preciso ser “apoiador do presidente Trump”.

Ao tomar conhecimento da divulgação unilateral, o que aconteceu por meio da enxurrada de críticas recebidas por internautas, os diretores da BrewDog cancelaram imediatamente o evento. Pelo Twitter, a cervejaria disse que não compactua com essa posição, e que se importa “com cerveja e pessoas, não com ódio”. Por sua vez, a norte-americana se explicou dizendo que a divulgação fora feita sem seu consentimento por uma agência de relações públicas contratada para fazer a campanha.

Tweet da BrewDog negando seu envolvimento na divulgação

Seja culpa da agência desastrada ou um posicionamento real da marca, bastava um pouco de conhecimento sobre o histórico da parceira para entender que a BrewDog jamais compactuaria com essa ideia. A marca é reconhecida no universo cervejeiro por sua atitude e pela tomada de posições em questões políticas.

Em se tratando de Donald Trump, a BrewDog já protestou contra sua decisão de retirar o país do acordo de Paris para a redução do aquecimento global, produzindo uma cerveja-protesto chamada “Make Earth Great Again”, (em português “fazer a terra grande novamente”). Trata-se de uma ironia ao slogan de campanha do republicano: Make America Great Again (“fazer a América grande novamente”). No ano passado, a cervejaria anunciou planos de abrir um bar na fronteira entre EUA e México com o nome “Make Beer Not Walls” (faça cerveja, e não muros),  o que ainda não saiu do papel.

Mas, intencionalmente ou não, essa não é a primeira vez que a maior fabricante de cervejas artesanais do Reino Unido se mete em campanhas desastrosas para sua marca. Há dois anos a cervejaria deixou muitos de nariz torcido ao servir cerveja de um esquilo morto, e foi severamente criticada pelos amantes da bebida por ter lançado uma cerveja cor de rosa “para garotas” no dia das mulheres.


0 Comments

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password