La Mano de D10s, 20% de álcool, Brüt da Falke: As novidades da semana
Últimos destaques Novo

La Mano de D10s, 20% de álcool, Brüt da Falke: As novidades da semana

falke
Inspirado em Maradona, lançamento da BR Brew é uma IPA Argenta feita em parceria com a SP 330, a Cervejaria Nacional e a argentina Kraken

Cerveja inspirada em Maradona, novo rótulo da cultuada Falke Bier, bebida com pimenta e sal, certificado de excelência à Bodebrown. Depois de inúmeros eventos nos últimos dias com lançamentos de rótulos, o final da semana trouxe outras excelentes novidades ao cervejeiro. Confira, a seguir, oito delas.

La Mano de D10s
Cinco meses depois de abrir as portas em Sertãozinho, no interior de São Paulo, a BR Brew lançou mais uma cerveja colaborativa – e criativa: La Mano de D10s, uma novidade feita em conjunto com a SP 330, a Cervejaria Nacional e a argentina Kraken. É uma IPA Argenta, com lúpulos provenientes da região da Patagônia, como Cascade, Victoria e Mapuche. Tem 5,4% de teor alcóolico, 55 IBUs, visual dourado, espuma branca e cremosa e aroma cítrico que remete às frutas amarelas tropicais. Com a clássica referência a Maradona e a seu histórico gol de mão contra a Inglaterra, na Copa do Mundo de 1986, La Mano de D10s não deixa de ser uma bebida para celebrar “a final do mundo”, apesar de toda confusão envolvida na partida que deveria ter sido memorável.

Álcool, álcool e sabor
A premiada cervejaria 5Elementos, do Ceará, e a Augustinus, de São Paulo, acabam de lançar “a cerveja mais alcoólica do Brasil”: a Dead In The Abyss. Trata-se de uma Russian Imperial Stout que leva baunilha, lactose e café. A bebida, que traz ainda um rótulo especial, reúne algumas das principais características das Imperial Stouts já produzidas por cada cervejaria – a Abyssal, da 5Elementos, e a Dead by Dawn, da Augustinus. Seu diferencial fica por conta da adição de café maturado em barril de Bourbon, desenvolvido pela Franck’s Ultra Coffee, marca curitibana reconhecida nacionalmente pelo seu trabalho com cervejas artesanais. Mas, claro, o destaque fica por sua graduação alcoólica: 20%, resultando em uma cerveja imponente e intimidadora, escura e viscosa, segundo as cervejarias.

Dádiva natalina
As festas de fim de ano já começaram a render os primeiro rótulos. A tradicional cervejaria Dádiva está finalizando um pequeno lote de uma Belgium Dark Strong com especiarias, a Vivant Noël, uma Christmas Ale que será lançada em garrafas rolhadas de 750 ml. Destaque para as notas de noz moscada, pimenta do reino, gengibre e canela sobre uma bebida com base belga, escura, forte e aveludada. Tem 8,2% de teor alcoólico e chega com preço sugerido de R$ 70. Esse é o segundo rótulo da linha inspirada em cervejas belgas da Dádiva, em que a levedura é a protagonista – a primeira foi a Vivant Printemps.

Brüt IPA da Falke
Uma das mais icônicas cervejarias brasileiras, a Falke Bier acaba de lançar uma Brüt IPA, a Fly Away. Possui 10% de teor alcoólico, 18 IBUs e alta refrescância com um final tão seco que se assemelha a um champagne brüt, mas com lúpulos e características de uma IPA. A marca, aliás, tem passado por um grande processo de renovação. Entre os resultados dessa mudança, é possível destacar o lançamento da Falke Peregrinus, a nova American Pale Ale de sua linha já premiada na Copa Cervezas de América. Um dos planos para os próximos meses, aliás, é dividir seus rótulos em três linhas distintas: a Clássica, que engloba as cervejas mais tradicionais; a Especial, que hoje enquadra a Monasterium, mas que até início de 2019 ganhará duas novas companheiras; e a Falcoaria, que engloba Peregrinus e Fly Away.

Barco refrescante
Entrando no clima de verão, a Barco Brewers apresentou a Summer Sour, criada com o objetivo de atingir um paladar levemente azedo, mas sem a complexidade característica das Sour. O resultado é uma experiência refrescante, própria para a estação mais quente do ano. “É uma Sour que não assusta. Diferente para a maioria do público, não familiarizado com o termo Sour e com acidez em cerveja”, explica Fernando Lapolli, cervejeiro da marca. Tem 4% de teor alcoólico e 5 IBUs. “A cerveja apresenta notas de frutas ácidas, lembrando maracujá. O seu corpo baixo e acidez trazem a sensação de frescor, por isso ela é perfeita para matar a sede.”

Sal, pimenta, cerveja
Conhecida por trazer ingredientes inusitados, a Antídoto está ampliando a linha de produtos sem perder a sua principal característica. O destaque da vez é a Sal & Pimenta, uma bebida levemente salgada, no estilo Gose. O traço foi ressaltado com a adição de pimenta rosa, que não é picante, mas contribui com um perfume único. O resultado é uma cerveja leve e refrescante, com 4% de teor alcoólico e 3 IBUs. “Prezamos sempre pelo novo e fora do comum e este rótulo representa um pouco disso. O estilo Gose é milenar, mas bastante polêmico, por ter adição de sal. Com a Sal & Pimenta queremos mostrar que mesmo uma cerveja levemente salgada pode trazer sabores e perfumes únicos e ser fácil de beber”, explicam Cléverson Tambosi e Fabiano Massaneiro, cervejeiros da Antídoto. O rótulo, que será vendido em garrafas de 500 ml, recebeu a medalha de ouro no Concurso Brasileiro de Cervejas 2018.

Trem das Onze
A Paulistânia segue se inspirando na ligação umbilical com São Paulo para criar seus rótulos. A novidade da vez é a Trem das Onze, uma American Pale Ale (APA) com 11 lúpulos, combinação que proporciona aromas cítricos e florais, além de 43 IBUs e 4,7% de teor alcoólico. Sua história é inspirada nas ferrovias paulistas, em especial a The São Paulo Railway (SPR), a primeira de São Paulo. Ela foi inaugurada em 1867 e teve papel fundamental na economia do estado, levando o café do interior até o porto de Santos e trazendo os imigrantes que chegavam ao país. “Nosso objetivo é resgatar registros importantes do Brasil, que muitas vezes acabam sendo esquecidos, porém, de uma forma descontraída e que ninguém ousou fazer, que é utilizar rótulos de cerveja para contar histórias”, explica Marcelo Stein, diretor da Bier & Wein, importadora que criou a Paulistânia. O rótulo foi lançado na Associação Brasileira de Preservação (ABPF), com direito a um passeio de locomotiva.

Certificado de excelência
A Bodebrown conquistou mais um importante feito para seu currículo: o prêmio Certificado de Excelência do Brussels Beer Challenge 2018, competição que é considerada uma das mais importantes do mundo. Além da consagração, obtida pela Sour Punk, a cerveja Wee Heavy recebeu a medalha de bronze na mesma competição. “É uma grande honra para nós ganhar este prêmio, pois serve como mais um reconhecimento ao nosso trabalho, que vai desde a criação constante de novas cervejas até a formação de público e novos profissionais, por meio dos nossos cursos mensais para produção de cerveja na panela”, comemora Samuel Cavalcanti, mestre-cervejeiro da Bodebrown.


0 Comments

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password