SNA celebra expansão da cevada, mas alerta para qualidade do grão
Últimos destaques Novo

SNA celebra expansão da cevada, mas alerta para qualidade do grão

sna
Para Hélio Sirimarco, vice-presidente da SNA, baixa qualidade aumenta o risco da cevada não ser aproveitada pela indústria cervejeira

A Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) apontou um cenário positivo na colheita de cevada nos estados da região Sul do Brasil, especialmente no Paraná e no Rio Grande do Sul, a partir de dados do relatório de acompanhamento de safras da  Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O vice-presidente da SNA, Hélio Sirimarco, destacou que o crescimento da colheita de cevada no Rio Grande do Sul tem avançado e alcança quase 25% da área. Porém, ele ponderou sobre problemas provocados na condição da cultura pelas chuvas, deixando a qualidade do grão abaixo do padrão exigido pela indústria local.

“Isso faz com que se tenha o risco de um grande aumento da quantidade de cevada que acaba servindo para a alimentação de animais”, diz o vice-presidente da SNA, destacando que a produtividade da cevada no Rio Grande do Sul também foi impactada pelas chuvas.

Ainda assim, Sirimarco enxerga um cenário positivo, especialmente levando em consideração os resultados de 2017. “Em comparação com a safra anterior, segundo a Conab, o resultado atual foi 24,6% superior”, diz.

Os dados da Conab também apontam que a colheita de cevada já atingiu 3% da área plantada no Paraná, que está estimada em 55,7 mil hectares, o que representa um aumento de 10,9% em relação à safra anterior.

Essa produção está diretamente fomentada pela presença de maltarias no Estado, com a compra de 100% da produção que possui qualidade para ser transformada em malte. E a Conab destaca que 77% das lavouras estão em boas condições, atendendo essa demanda, 22% em média e 1% ruim. Já o rendimento estimado é de 4.392 kg/ha, um número 33% superior ao da safra anterior, que foi afetada pelas geadas.

Já em Santa Catarina, a produção da cevada não foi afetada pelas instabilidades climáticas na região de Campos Novos, onde se concentra o cultivo da cevada. E, baseada no relatório da Conab, a estimativa da SNA também é de aumento da produção da cevada no Estado. “Na safra 2017 foram 282.100 toneladas, e em 2018 deverão ser 385.800 toneladas”, finaliza Sirimarco.


0 Comments

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password