Mondial recebe a presença de Rembrandt e de "avô" de Sherlock Holmes
Últimos destaques Novo

Mondial Rio “recebe a presença” de Rembrandt e de “avô” de Sherlock Holmes

sherlock
Matisse lançará rótulos que homenageiam movimento Acquaforte e Charles Doyle, "avô" de Sherlock e autor do quadro A Dance Around the Moon (na ilustração)

A edição carioca do Mondial de la Bière, marcada para setembro, terá um pouco de arte e mistério nos rótulos a serem lançados durante a sua realização. Isso porque a Matisse vai aproveitar o evento para apresentar cervejas inspiradas em Rembrandt e em Charles Altamont Doyle, considerado o “avô” de Sherlock Holmes.

Mais do que lembrar Rembrandt, o rótulo que recebe o nome Acquaforte faz referência a uma técnica surgida no século XVI. A Acquaforte usa uma chapa de metal revestida com cera, uma agulha para desenhar removendo a cera e um ácido para corroer o metal onde a cera foi removida. A área corroída retém tinta e, quando a chapa é colocada sobre o papel úmido, o desenho é transferido.

A técnica foi utilizada por Rembrandt, considerado um dos maiores pintores de todos os tempos e que agora recebe  a homenagem da Matisse em um ano de uma importante efeméride envolvendo o artista holandês.

Leia também: A cerveja em Rembrandt, o mestre da Acquaforte

“A ideia do nome Acquaforte é lembrar os 350 anos da sua morte, que se completam no dia 4 de outubro”, afirma Mario Jorge Lima, sócio-fundador da Matisse, que também detalha as características do novo rótulo, que é uma Belgian Tripel com 12% de teor alcoólico.

“Inspirada no estilo belga produzido há séculos pelos monges da Ordem Trappista, com notas de amêndoas e final seco, Acquaforte é uma tripel de elevada complexidade e sabor único. Reúne a arte aperfeiçoada dentro dos mosteiros de clausura com a de grandes pintores como Rembrandt e Dürer”, acrescenta Mario Jorge.

Doyle
O outro rótulo a ser lançado pela Matisse no Mondial é denominado Doyle, sendo fruto de uma colaboração com a cervejaria Gnomo. Nesse caso, o nome homenageia Charles Altamont Doyle, conhecido por ser o pai de Arthur Conan Doyle, o criador de Sherlock Holmes e um escritor eternizado por trazer inovações em seus suspenses para a literatura criminal.

Mas Charles Doyle, além de pai de Arthur e “avô” de Sherlock, também foi um pintor que se notabilizou pelo quadro A Dance Around the Moon, que traz um certo tom místico e de festa.

Leia também: 5 novidades e 124 expositores confirmados no Mondial de la Bière Rio

“O nome é uma homenagem a Charles Altamont Doyle, pintor de família irlandesa, porém nascido na Inglaterra, cujo quadro A Dance Around the Moon mostra seres místicos como gnomos e fadas festejando a lua cheia — tão simples e maravilhosa quanto a cerveja”, explica Mario Jorge.

Esse rótulo é uma Irish Cream Ale com 4,7% de teor alcoólico, como detalha o sócio-fundador da Matisse. “Doyle é uma cerveja levemente maltada que apresenta notas de amêndoa, caramelo e baunilha típicas das favas-tonka, ou sementes de cumaru, delicioso ingrediente da Amazônia brasileira que enriquece o sabor da Cream Ale, preservando sua leveza e seu equilíbrio”, promete.


0 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password