10 especialistas avaliam como foi o ano cervejeiro em 2019
Últimos destaques Novo

10 especialistas avaliam como foi o ano cervejeiro em 2019

Para analistas, embora tenha trazido novos desafios ao setor, ano de 2019 foi de consolidação do mercado de artesanais

O ano de 2019 chega ao fim e, com ele, termina também a segunda década dos anos 2000. Para a cerveja esse foi um período de crescimento e resgate de tradições, não só no Brasil, mas em todo mundo. Assim, o mercado cervejeiro global entra na terceira década desse milênio muito mais fortalecido do que antes.

E, para ter um panorama de como o mercado se comportou em 2019, o Guia pediu a análise de 10 especialistas de diferentes áreas do setor. Confira, a seguir, a avaliação de cada um deles.

Bia Amorim, sommelière, editora da Farofa Magazine e jurada do Eisenbahn Mestre Cervejeiro
Com certeza 2019 foi um ano em que muita coisa aconteceu no mercado cervejeiro. Tivemos uma enorme sintonia entre as políticas das grandes e pequenas cervejarias e o amadurecimento da Abracerva e suas importantíssimas reuniões. (…) Eventos grandes se consolidando. (…) A mineira Zalaz está dando uma aula de sustentabilidade e criatividade. Cervejarias do interior do estado de São Paulo estão mostrando que são boas de fazer marcas ciganas e desenvolvem cada vez mais ferramentas. (…) Cada vez mais entendemos que se ficarmos na bolha não vamos sobreviver, as marcas precisam estar mais conectadas com o consumidor.

Carlo Lapolli, presidente da Associação Brasileira da Cerveja Artesanal (Abracerva) e da Câmara Setorial da Cerveja no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)
Foi um ano de fortalecimento, passamos de mil cervejarias e foi muito importante para o setor a nossa articulação política. Ficou muito claro a importância política e econômica que alcançamos, sendo um importante instrumento para mudar e melhorar o ambiente econômico, principalmente para o pequeno produtor.

Clairton Kubaszwski Gama, especialista em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Direito Tributário (IBET), e Daniela Froener, especialista em Propriedade Intelectual pela World Intellectual Property Organization (WIPO)
De forma geral, a nova IN do MAPA, assim como as modificações do novo Decreto, são extremamente benéficas ao setor cervejeiro, especialmente para o artesanal. Reivindicações antigas, como a possibilidade de utilização de adjuntos de origem animal (mel, por exemplo), padronização das informações de rótulo e simplificação do processo de registro de novos produtos, foram atendidas. O único ponto que parece ainda carente de uma melhor definição é em relação ao limite de uso de adjuntos, pois, mesmo com a nova IN, ainda é possível defender a tese de que não há norma válida que limite o uso de adjuntos cervejeiros, uma vez que tal limitação está prevista apenas na IN, mas não no Decreto.

Leita também: Entenda o que muda com a norma que redefiniu as regras da cerveja brasileira

Euclydes Minella, pesquisador da Embrapa Trigo
A safra de cevada pode ser considerada positiva considerando-se o clima desfavorável, com seca prolongada no Paraná e excesso de chuvas na colheita do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A produtividade nacional média deve ficar ao redor de 3.500 kg por hectare, que pode ser considerada boa diante das adversidades climáticas.

Publicidade

Humberto Saldívar, presidente do concurso Aro Rojo, no México
O cenário da cerveja latino-americana, em geral, é um pouco complicado, uma vez que a maioria dos insumos são importados em dólares e as economias latino-americanas atravessam dificuldades. O positivo é que sempre há um aumento no consumo, possivelmente mais lento neste ano do que nos outros, mas sempre em crescimento.

Nadhine França, consultora cervejeira, fundadora da Maria Bonita Beer e responsável pelo braço de diversidade da Abracerva
O mercado cervejeiro brasileiro é formado basicamente por homens de classe média, média-alta, brancos, geralmente barbudos. Esses geralmente são os donos de estabelecimentos, das cervejarias. E eles pensam muito como se os clientes fossem iguais, contratam pessoas com um perfil parecido. Não existe pensamento diferente e discussão de se trazer a diversidade. Há um pouco de discussão sobre a presença feminina, mas a gente sabe que essa presença feminina não é tão grande, embora tenhamos mulheres bem fortes e renomadas no mercado. Falando em números, deve passar um pouco dos 10% dos profissionais da área.

Percival Maricato, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel)
A depuração do paladar está muito a frente do desenvolvimento econômico. Os donos de bares e restaurantes aprenderam isso. Hoje tem botequim chique em todos os bairros. A evolução do gosto, de maneira geral, condiciona a evolução da cerveja consumida.

Rodrigo Jordão Rosa, presidente da Associação dos Cervejeiros Artesanais Paulistas (Acerva Paulista)
O mercado de insumos não mudou em 2019: continua na mão de poucos e grandes fornecedores, o que deixa os custos mais caros para nós, cervejeiros caseiros. Em 2019 nós conseguimos estruturar melhor a nossa associação e a Acerva Brasil também está fazendo um trabalho de integração muito importante em todo o país.

Sady Homrich, mestre cervejeiro, sommelier, jurado do concurso da Eisenbahn Mestre Cervejeiro e baterista do Nenhum de Nós
Em 2019 houve uma oferta muito grande de cervejas artesanais e alguns novos mercados se abriram, principalmente no interior dos estados. Mas vários PDVs já estabelecidos entraram em uma concorrência nem sempre saudável. A qualidade, em geral, acaba caindo pelo excesso de oferta.

Taiga Cazarine, jornalista e beer sommelier
Não importa onde a gente está no mundo, e não importa o quanto de história está por trás de uma região: quando a gente fala de cerveja artesanal todo lugar está vivenciando o mesmo cenário cervejeiro, com cervejarias pequenas fazendo de tudo para sobreviver e usando a criatividade. Isso acontece em todo lugar, não só no Brasil.


0 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password