4 razões para fazer um curso de cerveja | Guia da Cerveja
Últimos destaques Novo

4 razões para fazer um curso de cerveja

razões
Alunos fazem degustação na Escola Superior de Cerveja e Malte e aprimoram o paladar para descobrir o que realmente gostam

A popularização das cervejas artesanais criou um mercado enérgico e extremamente agradável no Brasil. Não apenas as boas bebidas e os grandes festivais se dinamizaram nos últimos anos, como também a oferta de cursos segmentados, voltados para profissionais do setor e para “amadores” que pretendem se especializar.

Se você ainda é um bebedor ocasional de final de semana – ou de meio de semana também! – sem maior envolvimento com a cerveja, saiba que há quatro boas razões para fazer um curso e se aprofundar no tema. Confira:

1- Fazer da cerveja um caminho sem volta
Você gosta mesmo de cerveja? Então, ao fazer um curso, ela se tornará parte essencial de sua rotina. “Entrar no mundo cervejeiro é um caminho sem volta. Depois que se começa a experimentar cervejas diferentes e encontrar novas opções de sabores e aromas, é difícil querer parar”, garante Carlo Enrico Bressiani, sommelier de cervejas, PhD em Finanças pela Universitat Ramon Llull, de Barcelona, e diretor-geral da Escola Superior de Cerveja e Malte, de Blumenau. “A procura por cursos é uma evolução deste processo, quando só beber não é mais suficiente.”

2- Conhecer a cerveja que realmente gosta
Em meio a uma oferta cada vez maior de cervejas, entender o que você aprecia se tornou essencial. E um curso, ao trazer técnicas para identificar aroma, sabor e amargor, entre outras nuances, vai facilitar essa descoberta. “Tudo isso é informação para que o consumidor saiba comprar melhor na gôndola, entenda suas preferências pessoais e, claro, arrisque beber até uma garrafa mais cara sabendo que está analisando cada aspecto daquela cerveja”, explica Júlia Reis, sócia e professora da Sinnatrah, uma cervejaria-escola de São Paulo que oferece cursos desde 2009.

3- Ser um evangelizador da cerveja
Quer fazer da cerveja a sua fé, a sua religião? Esse será o caminho natural quando você se aprofundar nesse universo. “Esse bebedor tem papel fundamental, pois é um evangelizador da cerveja especial. Quando conhece algo novo, ele mostra para outras pessoas, apresenta esse universo para quem está ao redor. Quando faz sua própria cerveja, presenteia os amigos, pede para outras pessoas experimentarem. E isso difunde esta cultura”, pontua Bressiani, professor e diretor da Escola Superior de Cerveja e Malte, a primeira na América Latina a abranger ensino, pesquisa e extensão sobre a bebida.

4- Viver da cerveja
Mas não é apenas como evangelizador que o novo cervejeiro poderá “atuar”. O aprofundamento no tema também permite, naturalmente, aos poucos, que o antigo apreciador possa trabalhar com a bebida. Uma alternativa interessante para um momento como este, de instabilidade econômica e política. “Outros começam a pensar na cerveja como uma possibilidade profissional e acabam investindo em cursos que possam lhe inserir no mercado de trabalho, tanto nas áreas de gestão e sommelieria quanto de produção de cervejas”, completa Bressiani.


0 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password