breaking news New

Taxas sobre cerveja disparam na Austrália e incomodam pequenos

austrália taxa cerveja
Australianos pagam mais de R$ 6 em taxas a cada litro de cerveja consumido. É o quarto maior imposto entre as principais economias mundiais

O australiano que quiser tomar uma cerveja ao final do dia de trabalho vai sentir o sabor desagradável dos impostos no fundo do copo. Um mecanismo automático de aumento de taxas a cada seis meses elevou nesta segunda-feira os impostos sobre a cerveja para AUS$ 2,26 (equivalente a R$ 6,40) por litro de produto. O mecanismo está em vigência há 35 anos e impôs a 71ª alta de taxação inapelável.

Leia também – Reforma Tributária, o que esperar?

O consumidor australiano paga, segundo estudo divulgado pela Brewers Association of Australia, entidade que representa as cervejarias independentes do país, a quarta maior taxa dentre as principais economias mundiais. Cerca de 42% do valor gasto pela cerveja são destinados ao pagamento de taxas, o que a colocaria atrás apenas de Noruega, Japão e Finlândia.

Encomendado pela entidade, o estudo foi encabeçado pelo professor Kym Anderson, da Universidade de Adelaide, e compara a taxação da cerveja australiana com a de outros países da OCDE e da União Europeia.

Em comparação com a Alemanha, por exemplo, o imposto pago na Austrália é dezessete vezes maior, enquanto fica sete vezes acima das taxas dos Estados Unidos e quase o dobro do tributo incidente na Nova Zelândia (veja tabela abaixo).

Já no Brasil, o sistema tributário é complexo. O cálculo leva em conta impostos como IPI, PIS, Cofins, ICMS, ICMS-ST e o peso total das taxas ainda depende do estado de destino da venda, já que alíquotas e ICMS são estaduais e variam em cada unidade da federação. O porte da indústria também ajuda a determinar o montante dos tributos e, segundo estimativas, cada copo de cerveja pode chegar a ter 60% de seu valor correspondente a impostos.

Publicidade

A situação, assim como no Brasil, desagrada principalmente os produtores independentes e de pequeno porte. “Está chegando o ponto em que tomar uma cerveja com os amigos está saindo do alcance do australiano comum”, constata Brett Heffernan, CEO da Brewers Association of Australia.”

“De longe, o maior custo da nossas cervejas comuns não está nos ingredientes, no custo de produção, no marketing, nem no transporte ou no lucro… Está nas taxas impostas pelo governo”, acrescenta o executivo. “O imposto está fora de controle. Simplesmente congelar o sistema automático de aumentos vai nos travar em um patamar pouco razoável.”

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember meLost your password?

    Lost Password