São Luís e Salvador lideram deflação da cerveja no primeiro semestre
Últimos destaques Novo

São Luís e Salvador lideram deflação da cerveja no primeiro semestre

salvador
Enquanto redução foi de 0,13% no preço nacional da bebida, capitais do Maranhão e da Bahia registraram queda de 4,93% e 4,28%

A deflação no preço da cerveja no domicílio no primeiro semestre de 2019 foi puxada por São Luís e Salvador. Enquanto o índice medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou redução de 0,13% no preço nacional da bebida nos seis meses iniciais do ano, as capitais do Maranhão e da Bahia registraram queda de 4,93% e 4,28%, respectivamente.

Das 16 capitais pesquisadas pelo IBGE, 11 tiveram redução no preço da cerveja no primeiro semestre. Além de São Luís e Salvador, o preço também caiu em Belém (-1,19%), Fortaleza (-3,91%), Recife (-2,77%), Belo Horizonte (-1,41%), Grande Vitória (-0,88%), Porto Alegre (-2,86%), Aracaju (-3,13%), Campo Grande (-1,72%) e Brasília (-2,73%).

No sentido oposto, Rio Branco, com 2,21%, e São Paulo, com 2,13%, lideraram a inflação da cerveja no domicílio no primeiro semestre. E foram acompanhadas por Rio de Janeiro (1,06%), Curitiba (1,05%) e Goiânia (0,44%).

Já a cerveja fora do domicílio fechou o primeiro semestre com alta acumulada de 0,53%. Foram dez cidades com inflação, sendo Belo Horizonte, com 3,24%, a principal delas, acompanhada por Fortaleza, Recife, Grande Vitória, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Rio Branco, Goiânia e Brasília.

Publicidade

São Luís, por outro lado, como ocorreu no domicílio, teve a maior deflação fora do domicílio, com 5,27%. As outras cidades com redução nos preços nesse cenário foram Belém, Salvador, São Paulo, Aracaju e Campo Grande.

Junho
Novamente destaque em um item da pesquisa do IBGE, São Luís liderou a inflação em junho da cerveja no domicílio. Enquanto o índice foi de 0,06% no país, ele atingiu 1,51% na capital do Maranhão e 1,47% em Curitiba. O preço também subiu em Belém, Fortaleza, Grande Vitória, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

A maior deflação em junho foi em Salvador, de 2,22%. Aracaju teve queda de 1,42%, enquanto a redução do preço no Recife foi de 1,16%. Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio Branco, Campo Grande e Goiânia também apresentaram deflação.

Fora do domicílio, por sua vez, a cerveja teve deflação de 0,25% em junho, dado liderado pela queda nos preços de Recife, com 1,55%, e Curitiba, com 1,35%. Salvador, São Paulo e Aracaju também apresentaram deflação no sexto mês do ano.

Já Porto Alegre teve inflação expressiva, de 1,22%, assim como São Luís, com 1,09%,  Belo Horizonte, com 1,02%, e Rio de Janeiro, com 1%. Belém, Fortaleza, Grande Vitória, Rio Branco, Campo Grande e Goiânia também tiveram alta, enquanto Brasília permaneceu com os preços estáveis.


0 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password